sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Taiobeiras: Justiça e Paz foram os temas da Escola Tancredo no 7 de setembro

Durante o tradicional desfile comemorativo da Independência do Brasil em Taiobeiras, neste 7 de setembro de 2017, a Escola Estadual Presidente Tancredo Neves apresentou o tema "Justiça & Paz". Quando os alunos da escola passaram diante do palanque oficial, foi lido o texto a seguir, de minha autoria.

A Escola Estadual Presidente Tancredo Neves, nestes 195 anos da conquista da independência política e administrativa do Brasil, apresenta o tema JUSTIÇA E PAZ. 

O Salmo 85, reverberando a sabedoria dos antigos hebreus e se constituindo num belo poema que expressa a confiança dos homens na misericórdia de Deus, nos afirma em seu versículo 10, “O amor e a fidelidade se encontrarão; a justiça e a paz se abraçarão”. 

Passados mais de dois mil e quinhentos anos desde que este poema foi escrito, nós nos encontramos numa sociedade global e nacional em marcha acelerada para a destruição das conquistas civilizatórias dos últimos dois séculos. Perdeu-se a fé no diálogo. O uso das armas e a vontade de liberar a sua venda para todos os cidadãos tornaram-se a nova religião dos que não mais acreditam no progresso humano, uma idolatria nova, um falso deus. É como se o iluminismo estivesse se apagando e o fascismo se reacendendo. 

Mais do que nunca, a batalha dos seres humanos esclarecidos e amorosos é concentrar forças para que se reencontrem os ideais de Justiça e Paz. 

Só existirá uma sociedade pacífica, honesta, fraterna e cooperativa onde prevalecer a justiça social, a igualdade racial e de gênero, o pleno acesso à cultura e ao trabalho e a justa distribuição dos bens da terra. A desigualdade absurda, a miséria tétrica, a fome e a negação dos direitos humanos, como os trabalhistas, são situações de injustiça. Onde isto ocorre, assim como em nosso Brasil deste conturbado momento, não haverá pacificação, nem ordem, nem progresso. 

É preciso que homens e mulheres, negros, indígenas, vítimas de homofobia e todos os oprimidos se organizem e lutem para alcançar a JUSTIÇA VERDADEIRA, despida dos privilégios de casta, atenta aos clamores dos necessitados, de modo que as armas da guerra e do ódio sejam aposentadas e destruídas. Assim, o brilho e o fulgor da PAZ resplandecerão. Só há PAZ onde a JUSTIÇA impera!

Nenhum comentário: