quarta-feira, 3 de maio de 2017

Taiobeiras: Escola Tancredo realiza projeto sobre Direitos Humanos

A Escola Estadual Presidente Tancredo Neves, da cidade de Taiobeiras, no norte de Minas, realizou nesta quarta 3 de maio a quarta edição da Gincana de História.

Neste ano, os organizadores escolheram o tema dos Direitos Humanos. Segundo eles, os direitos básicos estão sob risco no Brasil e no mundo. “O contexto global e brasileiro de 2017, marcado pelo avanço de ideias e de práticas neofascistas, racistas, xenófobas, machistas, misóginas e homofóbicas, bem como a ameaça da retirada de direitos historicamente conquistados pelas classes trabalhadoras e oprimidas ao longo do século XX, suscita a consciência histórica a se posicionar”, afirma o texto de justificativa do projeto da IV Gincana de História.
Dentre as atividades anteriores à culminância, as equipes produziram quadros através da arte do grafite retratando os principais artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, documento proclamado pelas Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948 como resposta aos horrores perpetrados durante a Segunda Guerra (1939-1945).

Os estudantes também puderam conhecer, interpretar e observar melhor a biografia de personagens internacionais e brasileiros cujas trajetórias de vida se moldaram na luta pelos direitos civis, ambientais e econômicos. Dentre eles, Mahatma Gandhi, Martin Luther King, Maria da Penha, Chico Mendes e o rapper MV Bill, ativista dos direitos dos moradores de comunidades da periferia.
Mas a prova que mais agitou as equipes foi a da coreografia interpretando músicas de protesto ou de reflexão social do cancioneiro brasileiro, passeando por vários estilos como o samba, o rap e o pop rock.

O projeto teve ainda provas de conhecimentos gerais em história e de produção de letras em defesa da paz e dos direitos fundamentais registrados no capítulo V da Constituição brasileira.
A Escola Estadual Presidente Tancredo Neves, de Taiobeiras, atende do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, funciona de manhã e pela tarde e realizou versões específicas deste projeto para cada turno escolar. No período da manhã, a equipe Saúde-Branca venceu. À tarde, em empate triplo, as equipes Educação-Preta, Alimentação-Verde e Moradia-Vermelha ganharam a gincana.
A equipe da disciplina de história da escola é composta pelos professores Adão Soares, Cristiane Brito e Levon Nascimento, cuja formação acadêmica se deu na Universidade Estadual de Montes Claros. Artistas, professores de outras escolas e ex-alunos da instituição formaram o júri.

Um comentário:

João Pinto disse...

Faz um plebiscito para mudar o nome da escola. O belo trabalho dos trabalhadores da escola não combina com o nome da mesma. Sugere nomes de pessoas que colaboraram para a história do município e região, excetuando imperadores, ditadores e coronéis.