segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Bandido bom é bandido morto?

Competição mercadista + consumismo + perca da referência de valores coletivos + estímulo constante à ambição + falta de educação libertadora + acesso precário à saúde + jornada de trabalho longa, que desune as famílias + desemprego +  lavagem cerebral da mídia comercial + drogas + intolerância + preconceito + machismo + racismo + misoginia + homofobia + agressões intra ou extra-familiares + retenção de recursos e políticas públicas insuficientes = alguns fatores da complexa cadeia que gera a violência cruel da atualidade brasileira.

Gritar "Bandido bom é bandido morto" sem levar em conta tudo isso é se tornar um ser humano pior do que o criminoso que se deseja combater.

Nenhum comentário: