terça-feira, 5 de julho de 2016

Texto do Levon: Quem é o inimigo a ser morto?

Bem, o esperado está acontecendo.
Primeiro, demonizaram o PT e esconderam a podridão dos outros partidos (PSDB, PMDB, PP, PTB, etc.), muito maiores do que as do PT. E é fácil provar que são realmente muito maiores. Depois, tramaram contra Lula que, apesar de nem ser réu, não podia ser nomeado ministro, enquanto que o governo golpista está cheio de investigados na Lava-jato e em outras lambanças, sem contar Eduardo Cunha na presidência da Câmara, mesmo com a revelação das contas na Suíça. Em seguida, o impeachment de Dilma, mulher honesta, que não cometeu crime de responsabilidade. Agora, justamente no período eleitoral, bloqueiam a conta do PT. A desculpa, como sempre, é a de combater a corrupção. Mas só tem PT nesse emaranhado de 35 partidos políticos? É só desculpa. O objetivo é cortar o financiamento das candidaturas de petistas e deixar livres os demais. Justamente, os demais!
O tolo que acredita que a corrupção está sendo combatida com a destruição do PT deve achar que, enfim, o Brasil se tornará um mar de rosas. Pobre coitado! Asno!
É um golpe. O PT é apenas o símbolo do inimigo a ser combatido. Só o símbolo. O verdadeiro inimigo a ser "morto", extirpado como um câncer, é o pobre, é o trabalhador, é aquele que vai perder os poucos direitos que conquistou na última década, durante os governos petistas:
* Valorização do salário mínimo,
* "Minha Casa Minha Vida",
* PAC,
* ProUni,
* Fies,
* Brasil Sem Fronteiras,
* Luz para Todos,
* Água para Todos,
* Caminhos da Escola,
* Bolsa Família,
* Cotas para pobres, negros e indígenas,
* Políticas de proteção à mulher,
* Pronaf,
* Previdência social,
* "Mais Médicos",
* Escolas técnicas,
* Institutos federais,
* Concursos públicos,
* 14 novas universidades,
* Integração latino-americana,
* Inclusão de 40 milhões de pessoas retiradas da extrema miséria, etc...
Anos sombrios e terríveis pela frente, só porque você gritou "Fora Dilma e leve o PT junto". Prepare-se para sofrer.

Nenhum comentário: