sábado, 17 de janeiro de 2015

As reflexões de hoje (IV)

Contradição: uns dizem defender a vida e são a favor da
pena de morte.
Os textos que publiquei durante a semana na rede social Facebook:

Continuo achando que só quem dá a vida pode retirá-la. No caso, creio que quem dá a vida é Deus, por meio da natureza. Logo, só naturalmente uma pessoa deve morrer. Assim, sou contra pena de morte, aborto, eutanásia, suicídio, genocídio, assassinatos: passional, criminoso, estatal, ritual ou terrorista, latrocínio ou qualquer outra forma concreta ou simbólica de matar alguém. Enfim, lamento a morte de um brasileiro condenado a ela em outro país. Também pranteio a morte de tantos compatriotas aqui mesmo em nosso país através de outras formas de matar.
(17/01/2015)

Se questionar os graves problemas sociais de Taiobeiras é ser contra a cidade, então fiquemos calados vendo o circo pegar fogo. Às vezes, é necessário que alguém grite para que os bombeiros apaguem o incêndio.
(17/01/2015)

O povo daqui (Taiobeiras) é conformado. Parece com o povo paulista. É roubo, é trafico, é tentativa de assassinato, é falta de projeto social de inclusão, todo dia, e quase ninguém fala nada. E quem fala é acusado de estar "denegrindo" a imagem da cidade. Ou seja, há um patrulhamento ideológico tucano.
(17/01/2015)

"A melhor defesa é o ataque". Não me recordo, agora, de quem é esta máxima do pensamento político, militar e futebolístico. Mas é o que estão fazendo os tucanos de Taiobeiras. Como não tem como justificar a situação desastrosa em que se encontra a cidade por eles governada, partem para o ataque aos adversários.
(17/01/2015)

Tem uns sujeitos "engraçados" aqui no Facebook. Toda vez que se questiona algum problema de responsabilidade da Prefeitura de Taiobeiras, que é governada pelos tucanos aecistas (PSDB), eles atacam o PT, os petistas e a presidenta Dilma. Evidentemente que eles sabem sobre o que é de competência do prefeito, do governador ou da presidenta. Como não têm justificativas para defender o péssimo governo tucano municipal, partem para a desqualificação. É bom dizer que a maior parte das verbas que movimentam Taiobeiras no presente vêm do Governo Federal (leia-se: Dilma).
(17/01/2015)

PARA PENSAR: Na semana que passou, depois dos atentados aos 12 cartunistas do Charlie Hebdo, em Paris, 2 mil pessoas também foram vítimas de terrorismo na Nigéria. Em sua maioria eram negros e pobres. Por que não há a mesma comoção e a mesma repercussão?
(11/01/2015)

Nenhum comentário: