quarta-feira, 5 de junho de 2013

Mais fotografias de Frei Jucundiano

"De auto en het woonhuis van Frei Jucundiano in Taiobeiras.
Pater van Kesteren op bezoek. Niet bekend wanneer de foto
gemaakt is! Staat zijn huis er nog?"
"O carro e a casa de Frei Jucundiano em Taiobeiras. Visita de Pater
van Kesteren. Não se sabe quando as fotos foram tiradas! Qual o
estado da casa?
Compartilho com os leitores deste Blog novas fotografias que estão sendo postadas pela senhora Marianne de Kok, a partir da Holanda, no Grupo Taiobeiras/MG do site de relacionamentos sociais Facebook. As fotos são do álbum da família "de Kok" e foram enviadas àquele país pelo religioso franciscano Frei Jucundiano de Kok, primeiro pároco de Taiobeiras.

Frei Jucundiano viveu em Taiobeiras desde 1940 até sua morte, em 1974.

Abaixo de cada fotografia, seguem as legendas conforme foram escritas pela senhora Marianne de Kok, no Facebook e por mim submetidas ao crivo do Google Tradutor, uma vez que não domino a leitura do idioma holandês.

"Tekst op achterzijde van deze foto: 'De foto is van 1960 mijn
priesterstudenten, de 4 beneden op ons serafijns seminarie,
de 2 boven op het seminarie van de bisschop wereldsheren'."
"Texto no verso da foto: 'A imagem é de meus seminaristas, em 1960,
os quatro agachados estão em nosso seminário seráfico, os dois
primeiros no seminário do bispo'."
 

Na primeira imagem, com três fotos, vê-se na maior a casa paroquial construída por Frei Jucundiano, na Praça da Matriz de Taiobeiras. À esquerda da casa, vê-se parte do antigo colégio estadual (atual prédio da Prefeitura de Taiobeiras). À direita, a garagem da paróquia. Neste local, atualmente, está edificado o São Paroquial "Frei Jucundiano". A casa da foto foi demolida recentemente para dar lugar ao Centro Catequético da paróquia, ainda em construção.

Na segunda imagem, de 1960, vê-se Frei Jucundiano entre "seminaristas". Os dois menores, de pé, não consegui informações sobre quem são. Já os que estão agachados são os seguintes, da esquerda para a direita, Elísio, Ronaldo, Sizino (atrás) e pessoa não identificada, ainda.

Saiba mais neste link.

Nenhum comentário: