quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Taiobeiras: De novo, o boneco, e nada de pedido de desculpas...

Atitude que representou a baixa politização em
Taiobeiras. Imagem disponível no Facebook
Com entrevista em rádio e tudo o mais, mesmo assim nada da grandeza moral de pedir desculpas por esse atraso ilustrado aí na foto (boneco). Fica a pergunta: cadê o exemplo de civilidade?

Aproveito para reproduzir dois parágrafos de um manifesto de indignação que alguns eleitores de Taiobeiras publicaram na p. 9 da edição 206, ano IX,  mês de outubro de 2012, do Jornal Folha Regional (Taiobeiras/MG):

"[...] 1. O estímulo de atitudes de Ódio contra pessoa de Carlito Arruda e aos seus principais formuladores de campanha, por parte de membros da campanha adversária, por meio das redes sociais ou de instrumentos de 'zombaria' e desqualificação moral, revelam o perigo social e ético ao qual Taiobeiras está exposto, comparável à Alemanha na época do movimento nazista. E a falta de manifestação das lideranças vencedoras em desaprovar tais atos só vem a comprovar e a agravar a situação de pobreza moral e cultural à qual nossa sociedade se rebaixou.

2. A confecção, exposição e mutilação de um boneco que mimetiza a figura pública de Carlito Arruda choca a boa consciência e escandaliza o suposto avanço ético e cultural que tanto disseram que Taiobeiras havia alcançado. Não pode ser considerada avançada uma sociedade onde a suposta elite não se envergonha de tal atitude típica da barbárie. Na impossibilidade de matar o homem Carlito, mataram o boneco. Não perceberam que o significado de quem construiu o boneco e o malhou; de quem o postou nas redes sociais e de quem 'curtiu' é um só: 'destruir fisicamente quem pensa diferente e quem ousa dizer o que pensa'. Ato gravíssimo de intolerância e de desrespeito às liberdades democráticas. Nenhuma vitória justifica incitamento aos comportamentos mais obscuros da alma humana.

[...]"

Nenhum comentário: