sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Taiobeiras: celebrar a chuva no Santo Cruzeiro dos Martírios

Conjunto histórico-cultural do Santo Cruzeiro dos Martírios
(Taiobeiras/MG) e a chuva, em foto de
02 de novembro de 2012.
A chuva demorou. Mas chegou. Conforme a devoção. Embora a ciência meteorológica também a previsse. Mas valeu (e vale) a fé do povo. Deveria também valer o planejamento estratégico e a longo prazo por parte de quem tem poder.

Assim sendo, vamos comemorá-la (a chuva). Nada melhor do que celebrar as benesses do céu neste lugar (da foto) onde há mais de 100 anos os sertanejos-geraizeiros, do mesmo sofrimento da seca cruel, mas de inquebrantável fé, faziam suas promessas e penitências, piamente esperando pela chuva. Chuva que molha a terra e a fecunda. Que produz os frutos. Que nos dá o pão. Que sacia nossa sede de justiça e enternece nossas ressequidas relações humanas.

Celebremos a chuva, dom de Deus (necessidade do Ser Humano) no Santo Cruzeiro dos Martírios (Taiobeiras/MG), debaixo do velho Pequizeiro sesquicentenário, com a Capelinha de Todos os Santos por testemunha. Celebremos a vida que, a despeito da chuva ter vindo no dia de Finados, se renova, transborda e deseja, ardentemente, continuar vivendo.

Para saber mais sobre o Santo Cruzeiro dos Martírios, clique nos seguintes links:
1. Re-sacralizar nossa cultura;
2. História de Taiobeiras: O Santo Cruzeiro dos Martírios;
3. Taiobeiras: Santo Cruzeiro dos Martírios.

Nenhum comentário: