sábado, 29 de setembro de 2012

Artigo do Levon: Frágeis, porém fortes: heróis e gigantes


Nem heróis míticos, nem gigantes na estatura. Humildes humanos que, na condição de sua fragilidade, têm encontrado forças e se tornado grandes na militância contra o poder que oprime. Este poder que, apesar de imponente, tem os pés de barro e está prestes a ruir.

Uma luta de Davi contra Golias, eis a eleição de Taiobeiras. Oito anos de oposição amordaçada. E agora, o povo, com seus rostos simples e humildes, caminhando casa a casa, rua a rua, avenida por avenida, estrada por estrada, demonstra que “a liberdade é dom que não se rouba nem se prende”. Uma revolução em marcha. Um povo que levanta a voz e almeja ter vez. A revolução de Taiobeiras é azul e vem do coração e das mãos de quem muito trabalha para sobreviver. De quem, na maioria das vezes, sofre preconceitos de classe e de outras formas de destratos.

Não é fácil ser sufocado pela realidade crua do poder pelo poder. Não é fácil ir contra a máquina. Não é fácil aguentar ser caluniado, humilhado e desqualificado somente porque se ousa pensar e dizer o que se pensa. Não é fácil ir contra os poderosos desta Terra. Mas nosso povo, de todos os cantos deste município, tem se levantado. A cada dia a multidão dos redimidos cresce mais. Esta multidão é azul e não precisa ser paga para se levantar. É a força da espontaneidade desses heróis, gigantes na coragem, que surpreende a “casa grande” todos os dias.

Carlito conquistou um lugar na história. Poderia ter se acomodado e seguido o caminho fácil de se juntar às mordomias estéticas de quem já detém o poder nas mãos. Mas aceitou a missão que sua vocação cristã lhe indicou. Entrou pelo caminho dos obstáculos para estar do lado de quem precisa ser representado nas coisas públicas. Teve a coragem de se expor em favor do próximo. É isto que se espera de um cidadão consciente e de um cristão autêntico.

Nós, educadores, artistas, empreendedores, donas de casa, sindicalistas, trabalhadores rurais ou da construção civil, homens e mulheres, jovens e idosos, crianças e adolescentes... nós temos o nosso lugar na história. Nós ousamos nos levantar contra a tirania “da verdade única”. Nós não calamos a nossa voz. Nós fomos adiante e chegamos até aqui com uma campanha que tem a coragem de dizer a verdade e de propor a Justiça Social para aterrar o fosso que há entre os que têm muito e os que pouco possuem em Taiobeiras.

Heróis... não aqueles dos quadrinhos, com super-poderes. Heróis de carne e osso, frágeis humanamente como somos... heróis pela nossa coragem e destemor. Heróis por ter os olhos fixos no futuro. Heróis por construir agora o futuro que nos espera.

Gigantes, pequenininhos, portadores dos rostos mais simples. Gigantes por dizer sim à dignidade. Gigantes por não nos deixamos comprar as consciências pelas aparências maquiadas do poder instituído.

Parabéns, Carlito! Você já provou qual é a origem da sua fé e da sua coragem. Parabéns por liderar em Taiobeiras “essa (...) opção preferencial pelos que sofrem”, pelos que mais necessitam da atenção dos poderes públicos.

Agora é avançar. Vamos ganhar essa eleição! Vamos vencer para o povo, pelo povo, mas principalmente, com o povo! Vamos ajudar a construir um novo tempo de justiça e paz para esta multidão que tanto necessita.

Lembro-me da Campanha da Fraternidade de 1996, cujo tema foi a Fraternidade e Política. O lema era “Justiça e Paz se abraçarão”. Taiobeiras está prestes a conquistar esse objetivo que tanto esperamos desde aquela época.

Avante! Vamos vencer... não para nossa vaidade... nem para sermos os grandes ou os maiores... mas para sermos aqueles que mais se colocam a serviço dos irmãos e das irmãs...

Que o poder a ser conquistado se transforme em serviço... Assim seja!

Um comentário:

Marco Vinicios Bandeira disse...

Levon, moro em São Paulo a tempo suficiente pra quase não lembrar da terra que me doou o primeiro suspiro vital, e devo a pessoas como você o orgulho em assumir-me Taiobeirense! Tenha aqui um parceiro de luta, companheiro!
Marco Vinicios Bandeira