sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Artigo do Levon: Carta de um extraterrestre sobre liberdade de expressão

Carta que um cidadão do Planeta Z10 escreveu ao líder de sua província a respeito da liberdade de expressão naquele quadrante:

Senhor, saudações,

A liberdade de expressão é uma conquista de nosso povo. Conquista por fazer-se valer em muitas realidades e situações. Nas pequenas cidades deste planeta, por exemplo, ainda há muito o que fazer para que as pessoas não sejam sufocadas pelas "verdades únicas" das classes que dominam o poder político e econômico.

No entanto, a liberdade de expressão só se justificará quando utilizada para a construção de conhecimentos e de ações para o bem comum. O contraditório sempre será a marca da liberdade de expressão. Porém só será liberdade de verdade quando o contraditório ocorrer num nível de civilidade em que se possa discordar dos outros sem desqualificá-los ou subverter suas palavras para fins antiéticos.

A dignidade das pessoas deveria ser inatacável. Ela é condição básica da existência. Quando se discorda de alguém e se parte para a agressão ou violência (simbólica ou física) às suas ideias, é sinal de que a argumentação já se findou faz tempo. Logo, não há, nestes casos, justificativa baseada no direito à liberdade de expressão que se sustente. Nestes casos, em nome de uma causa nobre, o que existe mesmo é a sordidez da personalidade individualista ou grupal se manifestando disfarçada de "bom-mocismo".

Estão invocando a liberdade de expressão para ludibriar quem está desatento às verdadeiras intenções escondidas por detrás de suas belas palavras. Estão arregimentando as pessoas de nosso planeta, utilizando-se da boa fé delas, para continuarem a criar "fatos consumados", "heróis ultrajados" e "honras atacadas", quando na verdade o que está por detrás é agressividade, destrutividade e cinismo.

Peço que o Senhor nos garanta a possibilidade de continuar livres, mas com responsabilidade.

Saudações.

Nenhum comentário: