quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Quem está na frente em Minas?

* Do Blog do Luis Nassif

A campanha de Hélio Costa analisa-se que a velha mídia considera José Serra carta fora do baralho e que toda a energia estará concentrada de agora em diante na campanha de Antonio Anastasia, visando preservar Aécio Neves para 2014.

Denuncia um suposto complô entre a Globo e o Ibope que teria antecipado a esperada reação de Anastasia.
Pelos cálculos da própria campanha de Hélio Costa, Anastasia experimentaria um crescimento assim que começasse o horário gratuito. Mas suspeita ter havido uma antecipação da tendência, visando influenciar os financiadores de campanha e a militância de ambos os lados.

A suspeita se funda em pesquisa do IBOPE, registrada no TSE e bancada pelo próprio IBOPE, exclusiva para Minas Gerais.

A pesquisa poderia ter sido liberada no sábado retrasado, mas não foi. Acabou sendo liberada na segunda-feira, exclusivamente no programa Bom dia Minas Gerais, mostrando uma redução de dez pontos na diferença entre os dois candidatos.

O comitê procurou a Globo, indagando se a pesquisa era dela. No Rio, informaram que nada tinham com a pesquisa. Caso tivessem, seria divulgada nacionalmente.

Mesmo assim, o resultado saiu no Globo e no G1, espalhando-se pelos demais jornais. O comitê solicitou a íntegra da pesquisa ao Ibope, que informou que não estava divulgando.

Durante a semana, o Datafolha divulgou sua pesquisa, apontando Hélio Costa 14 pontos na frente. Na sexta passada a pesquisa oficial do Ibope apontava Anastasia 3 na frente. 17 pontos de diferença. A imprensa inteira trabalhou com os dados do Ibope, passando a sensação de que Anastasia tinha virado.

Segundo o comitê de Hélio, a pesquisa diária (tracking) aponta dez pontos de vantagem ainda para Hélio, mas com Anastasia se aproximando. Ou seja, não se tem dúvidas sobre essa recuperação de Anastasia. Analistas da própria campanha consideram que a propaganda eleitoral foi um desastre (do Duda Mendonça) contra uma propaganda muito bem feita de Anastasia.

Apenas se queixam dessa antecipação de resultados. Na verdade, comparando-se a metodologia dos institutos, Ibope e Vox Populi conseguiram antecipar a tendência antes do Datafolha, da mesma maneira que nas eleições nacionais. A dúvida que permanece é apenas sobre a tal pesquisa solteira do Ibope, divulgada pela Globo Minas. Já entrei em contato com o Ibope para saber sobre ela.

Agora, o trabalho de Hélio e Patrus é tentar convocar o 7º de Cavalaria – o próprio Lula. Ontem Patrus esteve em Brasília conversando com diversos próceres petistas. Arrancou de Lula o compromisso de ir a três eventos em Minas.

Há enormes queixas em relação a Fernando Pimentel. Considera-se que está jogando contra, para se tornar a única liderança para os embates de 2014. No comitê de Hélio, tratam agora as eleições de Minas como o primeiro ensaio para 2014, o projeto lulista contra o projeto da oposição.

Ou seja, Serra é carta fora do baralho; Alckmin não teria dimensão para liderar um projeto nacional. Portanto, a mãe de todas as batalhas estaria em Minas, na consolidação de Aécio.

Esclarecimentos de Márcia Cavalieri, do IBOPE

No acordo com TV Globo e afiliadas, prevê-se número limitado de pesquisas, com datas certas. Mas, sempre que há movimentação de outras pesquisas, programam pesquisas extraordinárias. Foi o caso da pesquisa de sábado retrasado.Márcia não entende a razão das queixas da campanha de Hélio Costa, porque a pesquisa lhes foi favorável. Mostrou Hélio com 38 pontos e Anastasia com 27. A virada ocorreu na pesquisa tradicional, do fim de semana passada, que mostrou Anastasia 'a frente, embora na margem de erro.Pelo Ibope, Anastasia evoluiu de 21 para 27 e 35, quanto Hélio veio de 39, 38 e 33.Segundo Márcia, a eleição em Minas está completamente definida, porque o estado ainda não sentiu a tal onde vermelha: a presença de Lula. Até então, nas eleições estaduais, cada estado tinha seu próprio Lula – o governador que deixa o cargo. O Lula de Minas era Aécio. Com a eleição nacional definida, ela julga que a campanha nacional destinará forças para Minas. E ainda é cedo para saber o efeito Lula nas eleições estaduais.Conclusão: em Minas, o jogo está começando agora.

Nenhum comentário: