terça-feira, 6 de julho de 2010

6 de julho: campanha política começa hoje

Começa neste 6 de julho de 2010 a campanha política permitida por lei para as Eleições Gerais de 3 de outubro, quando serão eleitos: Presidente e Vice-Presidente da República; 27 Governadores de Estado e seus respectivos vices; 2/3 do Senado Federal, o que equivale a votar em dois candidatos a senador por Estado, 513 Deputados Federais; vários Deputados Estaduais (a quantidade varia proporcionalmente ao contingente populacional de cada Estado). No caso dos Deputados Federais e Estaduais, apesar do grande número de vagas, cada eleitor pode votar em apenas um candidato para cada cargo.

Na fotografia: Dilma, candidata do PT, Serra, candidato do PSDB e Marina, candidata do PV, os três à Presidência da República. >


Presidente e Vice, Governadores e Vices, comporão o Poder Executivo (governo) federal e estadual respectivamente. Senadores, Deputados Federais e Deputados Estaduais farão parte do Poder Legislativo (fazer as leis e fiscalizar o Executivo).

Presidente, Vice, Governadores e Vices são eleitos para um mandato de quatro anos, podendo se candidatar à reeleição para mais um período quadrienal.

Deputados Federais e Estaduais também são eleitos para quatro anos. No entanto, podem buscar a reeleição quantas vezes quiserem.

Os Senadores, três por Estado, têm mandato de oito anos e também podem buscar a reeleição indefinidamente. A cada quatro anos se renova 1/3 ou 2/3 do Senado, o que equivale a dizer que numa eleição se vota num candidato a Senador e noutra em dois, como na deste ano.

Neste pleito, duas novidades chamam a atenção. A primeira é a entrada em vigor da Lei da Ficha Limpa, aprovada após grande mobilização de inúmeros grupos e movimentos da sociedade brasileira. Esta lei pretende impedir a candidatura de políticos comprovadamente envolvidos em casos de corrupção. A segunda novidade é que pela primeira vez, entre os três candidatos mais bem postos nas pesquisas de opinião, duas mulheres figuram com destaque nas candidaturas a Presidência da República. São elas: Dilma Rousseff, do PT e Marina Silva, do PV.

A propaganda eleitoral gratuita, em rede nacional de rádio e televisão, terá início em 17 de agosto. Até lá os candidatos poderão pedir voto apenas através de carros de som, comícios, caminhadas, panfletos e outros meios permitidos por lei.

Cabe aos eleitores e eleitoras do Brasil analisar as propostas, a biografia e as relações políticas dos candidatos, escolhendo aqueles que considerarem mais satisfatórios para governar e/ou legislar pelos próximos quatro/oito anos.

Nenhum comentário: