terça-feira, 15 de junho de 2010

Crônica: Brasil, time ou país?

* Levon do Nascimento
 
Em época de Copa do Mundo os brasileiros param para ver o "Brasil" jogar. Lugar comum à parte, para muitos, Brasil é sinônimo de um time, ou melhor, uma seleção de futebol. Não deixa de ser verdade. Basta lembrar (para quem viveu) ou pesquisar (como eu que não tinha nascido naquela época) a Copa de 1970 no México, competição em que o Brasil alcançou o tricampeonato mundial. Era o tempo da ditadura militar no país. Estudantes e militantes de esquerda eram torturados nos porões da caserna, enquanto a população, embalada por "Noventa milhões em ação..." maravilhava-se (e alienava-se) diante dos gols de Pelé e companhia. Ali, propositalmente, o governo dos generais e das oligarquias incentivava o povo a ter uma noção de que o país era tão somente as vitórias da seleção de futebol, nada mais. Com tal anestesia, os donos do poder ficavam livres e ocultos para reprimirem a uns e dilapidarem o patrimônio em benefício de outros. Ao povo cabia apenas festejar... cantar... torcer...

 Para muitas pessoas mais críticas, o futebol é só alienação. Para outros, a Copa do Mundo não passa de mais uma artimanha do mercado sem pátria, ávido por vender de "vuvuzelas" a "jabulanis" a todos os viventes humanos da Terra. Por aqui, muitos se esquecem dos "jogos cotidianos" da política, da desagregação familiar e da violência, para ficar de olho nos "jogos" das seleções.

Tá certo. Acho que os críticos têm suas razões legítimas. O Brasil vai muitíssimo além da seleção de Dunga. Não dá para pensar só na Fifa World Cup na África do aparthaid de tão triste memória. É preciso torcer (e jogar-lutando) pelo Brasil, não só a seleção, mas o grande país da América do Sul, que ora desponta tardiamente no cenário mundial, mas que tem ainda muito a conquistar. Conquistar principalmente o campeonato da melhoria geral das condições de vida do seu POVO.

Viva a seleção! Mais ainda, VIVA O BRASIL!

3 comentários:

Nicolas Marques disse...

É de extrema indelicadeza do brasileiro agir dessa forma , se é para ser patriota , que seja patriota em tempo integral ! Brasileiros levam o time do Brasil como um mebro da família , ao mesmo tempo que criticam o país e seus representantes de forma desenfreada e insana, afinal , somos brasileiros de país , ou somos apenas torcedores ? nota negativa para "patriotas de copa do mundo"

LEVON NASCIMENTO disse...

Parabéns pela sua capacidade e senso crítico, Nicolas.

Para quem não sabe, Nicolas é aluno do 9º ano do Ensino Fundamental.

Diversus'blog disse...

acho que o brasil, naquela época, só tinha que comemorar as vitórias da seleção brasileira, pois era tempo de ditadura, então antes torcer pela seleção do que pela ditadura, as pessoas sofriam com a ditadura.
hoje, não preciamo de ditadura, e temos muitas coisas para torcer, não só o futebol(lógico que vamos torcer demais), mas também aconqiusta de uma olimpíada, uma copa do mundo, país em crescimento, um dos países menos aitingidos pela crise econômica, nossa, nós temos tanta coisa pra trcer(tem os outros esportes também), que o povo brasileiro se divideem os que critica, os que aprovam, e os que não tão nem aí.
temos que torcer na hora certa!!!!!!!!!!





VAMO LÁ BRASIL!!!!!!!!!!!!!!!

Ênio Filipe


www.diversusblog.blogspot.com