sexta-feira, 14 de maio de 2010

Tradições de maio em Taiobeiras - Parte 4


Continuação...

Em 2007, nova mudança ocorreu. Uma barraca de quermesse da Igreja foi organizada pelas pastorais no local da festa religiosa, desta vez sem a venda de bebidas alcoólicas. Uma tentativa de testemunhar o discurso. Também pela primeira vez a data da Festa religiosa de Nossa Senhora de Fátima não coincidiu com a da Festa de Maio, novo nome que tomou a porção social da mesma. Para isto, a paróquia enfrentou a resistência de amplos setores da prefeitura e do comércio, que insistiam na manutenção de datas conjuntas, embora em locais separados, para ajudar nas vendas que passaram a movimentar o sistema comercial local. Mesmo assim, por decisão do Conselho de Pastoral, a Igreja transferiu as celebrações religiosas para a última semana do mês de maio, de modo a garantir uma maior “paz de espírito” que o evento demandava.

Em 2008 a Prefeitura dobrou-se e passou a realizar a Festa de Maio no terceiro final de semana de maio, após o término da Festa religiosa de Nossa Senhora de Fátima.

Em 2009 foi inaugurada a pavimentação da Praça da Igrejinha, que melhorou o conforto para os fieis que procuram as celebrações.

Excepcionalmente, em 2008 e 2009, a parte religiosa durou 13 dias.

Por fim, a Festa de Maio, como passou a ser chamada a porção social e cultural da antiga Festa de Nossa Senhora de Fátima sofreu as seguintes alterações na última década: em 2002 e 2003, o Prefeito João Emílio Arifa Silva a transferiu do entorno da Matriz para a Praça do Ginásio Poliesportivo, reduzindo seus dias de dez para quatro, iniciando numa quinta e terminando no domingo seguinte. Em 2005, o Prefeito Denerval Germano da Cruz manteve os quatro dias de festividades, porém retornou o evento à Praça da Matriz, porém não mais em volta da Matriz, mas em frente à Câmara Municipal. Neste mesmo ano, a Prefeitura e a ACIT (Associação Comercial e Industrial de Taiobeiras) criaram a FERARP (Feira Regional do Alto Rio Pardo), na qual o comércio, a indústria e os serviços da microrregião são expostos ao público e aos potenciais clientes.

Assim, os cartazes de divulgação em 2010, proclamam distintamente, a 54ª Festa Religiosa de Nossa Senhora de Fátima, entre 4 e 13 de maio, promovida pela Paróquia São Sebastião de Taiobeiras; a 54ª Festa de Maio, entre 13 e 16 de maio, promovida pela Prefeitura Municipal; e a 6ª FERARP, também de 13 a 16/05, realizada em parceria entre a administração municipal e a ACIT.

Um comentário:

marileide alves pinheiro disse...

Prefiro mais a Festa de Maio Religiosa que acontece na Igrejinha. Tudo mais tranquilo e mais envolvente. A Festa de Maio - de 5ª a domingo virou FERARP, simplesmente feira comercial.Ficou muito descaracterizada daquela que tínhamos antigamente.