quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Socorro às vitimas do terremoto no Haiti

* Do Terra Notícias

Veja onde ter informações e como ajudar as vítimas no Haiti. O terremoto de 7 graus na escala Richter que atingiu a capital do Haiti, Porto Príncipe, na terça-feira, deixou diversos mortos e feridos. Confira como fazer doações para os atingidos e onde buscar informações sobre os brasileiros que estavam no Haiti.

Como doar

Os interessados em ajudar as vítimas do terremoto no Haiti podem fazer um depósito nas contas da ONG Viva Rio e também do Comitê Internacional da Cruz Vermelha. As doações para a Organização das Nações Unidas (ONU) devem ser feitas para a ONG Viva Rio.

ONG Viva Rio: Banco do Brasil - Agência 1769-8 - Conta 5113-6.

Cruz Vermelha: Banco HSB - Agência 1276 - Conta 14526 – 84. Aos interessados em fazer depósito online, o CNPJ do Comitê Internacional da Cruz Vermelha é 04.359688/0001-51.

Onde obter informações

Informações sobre brasileiros no Haiti. O Ministério das Relações Exteriores instalou uma sala de crise sobre o Haiti. O gabinete ficará 24 horas em funcionamento. Informações podem ser obtidas junto ao Núcleo de Assistência a Brasileiros, nos seguintes telefones: (0xx61) 3411.8803, (0xx61) 3411.8805, (0xx61) 3411.8808, (0xx61) 3411. 8817, (0xx61) 3411.9718 e (0xx61) 8197.2284.

Busca por familiares

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) criou um site especial para ajudar milhares de pessoas no Haiti e no exterior a encontrar a familiares desaparecidos no devastador terremoto que assolou o país mais pobre das Américas na terça-feira. O endereço do site é: www.icrc.org/familylinks.

Terremoto

Um terremoto de magnitude 7 na escala Richter atingiu o Haiti nessa terça-feira, às 16h53 no horário local (19h53 em Brasília). Com epicentro a 15 km da capital, Porto Príncipe, segundo o Serviço Geológico Norte-Americano, o terremoto é considerado pelo órgão o mais forte a atingir o país nos últimos 200 anos.

Dezenas de prédios da capital (Porto Príncipe) caíram e deixaram moradores sob escombros. Importantes edificações foram atingidas, como prédios das Nações Unidas e do governo do país. No entanto, devido à precariedade dos serviços básicos do país, ainda não há estimativas sobre o número de vítimas fatais nem de feridos. O Haiti é o país mais pobre do continente americano.

Morte de brasileiros

A fundadora e coordenadora internacional da Pastoral da Criança, Organismo de Ação Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Zilda Arns, e militares brasileiros da missão de paz da ONU morreram durante o terremoto no Haiti.

O ministério das Relações Exteriores do Brasil anunciou que o país enviará até US$ 15 milhões para ajudar a reconstruir o Haiti após o terremoto que devastou o país nesta terça-feira. Além dos recursos financeiros, o Brasil doará 28 t de alimentos e água para a população do país. A Força Aérea Brasileira (FAB) disponibilizou oito aeronaves de transporte para ajudar as vítimas.

O Brasil no Haiti

O Brasil chefia a missão de paz da ONU no país (Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti, ou Minustah, na sigla em francês), que conta com cerca de 7 mil integrantes. Segundo o Ministério da Defesa, 1.266 militares brasileiros servem na força. Ao todo, são 1.310 brasileiros no Haiti.

A missão de paz foi criada em 2004, depois que o então presidente Jean-Bertrand Aristide foi deposto durante uma rebelião. Além do prédio da ONU, o prédio da Embaixada Brasileira em Porto Príncipe também ficou danificado, mas segundo o governo, não há vítimas entre os funcionários brasileiros.

* Por Ronaldo Martins

A Visão Mundial (World Vision International) também está recebendo doações para o Haiti. Somos a maior ONG no país. Estamos lá há 30 anos, com 370 funcionários. Somos uma organização que também atua no Brasil e temos um trabalho grande em situações de emergência. Nossas contas: Bradesco - Ag. 3206-9 -
CC 461666-9 / Banco do Brasil - Ag. 00078 - CC 16423-2. Doações também podem ser feitas pelo nosso site http://www.visaomundial.org.br/ ou ou pelo nosso site internacional http://www.wvi.org/.

Fonte: Blog do Luis Nassif.

Nenhum comentário: